Veleja SP: Yacht Club Paulista recebe primeira Escola Municipal de Vela

Iniciação na Optimist. Foto Douglas Moreira/Fisheye Images.

O Veleja SP foi lançado neste fim de semana (3 e 4/02) na Represa Guarapiranga com o objetivo de proporcionar às crianças e jovens do ensino municipal público, o acesso ao esporte da vela, criando a primeira Escola Municipal de Vela de São Paulo, idealizada pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), com execução da Escola Dick Sail, instalada no Yacht Club Paulista (YCP), e com patrocínio de Itaú-Unibanco.

O projeto envolverá 240 estudantes em turmas de 20 alunos e terá duração de até 11 meses. Os participantes receberão aulas teóricas e práticas para que adquiram o conhecimento necessário antes de desenvolverem suas habilidades no esporte. “Vamos nos engajar no Navega SP com a responsabilidade de oferecermos aos jovens uma formação que irá fazê-los se sentir valorizados e, com certeza, irão criar ainda, consciência de respeito ao meio ambiente”, afirma o comodoro do YCP, José Agostini Roxo.

Comodoro do YCP, José Roxo. Foto Divulgação/SEME.

As intenções de Roxo em relação ao aprendizado dos alunos da Dick Sail vão além do esporte. “Esses jovens levarão os valores morais adquiridos no clube para dentro de suas casas. Eles passarão a ter motivação para praticar esporte e ao mesmo tempo preservar o meio ambiente, mais especificamente a Guarapiranga, uma vez que muitos deles moram com suas famílias no em torno da represa. Queremos criar o Atleta d’Água”, projeta o comodoro do YCP.

A Dick Sail, responsável pela formação técnica dos alunos do Navega SP, está há 25 anos na Represa Guarapiranga incentivando crianças e adultos a velejar e a aprender a lidar com o barco e com os elementos da natureza: água e vento. “A prática esportiva da vela além de trazer benefícios à saúde, à autoestima e à qualidade de vida, ainda abre o leque de possibilidades de trabalhos futuros para estes jovens, não só como atletas, mas também como marinheiros e tripulantes em regatas”, considera o velejador e instrutor Richard Andersen, responsável pela Dick Sail.

Apresentação do Navega SP. Foto Divulgação/SEME.

Para a SEME, além da inclusão social, o Navega SP poderá contribuir com o esporte de alto rendimento, a longo prazo. “A Escola Municipal de Vela é uma maneira de oferecer oportunidade a quem nunca teria condições de acesso a esse esporte. Desejamos ainda, descobrir novos talentos que, no futuro, poderão manter a tradição da vela brasileira nas grandes competições”, espera o secretário municipal de Esportes, Jorge Damião.

A Escola Municipal de Vela funcionará de terça à sexta-feira das 8h às 11h e das 14h às 17h com alunos a serem definidos pela SEME. Nos meses de janeiro e julho a programação será adequada às férias escolares.

Por Ary Pereira Jr – ary70jr@hotmail.com

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!