João Chianca supera repescagem do Mundial Junior da WSL na Austrália

Joao Chianca. Foto Will Hayden-Smith/WSL

Os quatro participantes do Brasil no WSL Jeep World Junior Championship continuam na disputa pelos últimos títulos mundiais de 2017, da categoria para surfistas com até 18 anos de idade. Depois de um dia parado por falta de ondas, a competição retornou no domingo com séries de 2-3 pés em Bombo Beach, para a realização da repescagem masculina em Kiama, na Austrália. O saquaremense João Chianca aproveitou a segunda chance de passar para a terceira fase, mas o peruano Jhonny Guerrero acabou eliminado em 25º lugar no evento. Mateus Herdy, Samuel Pupo e Tainá Hinckel, já tinham se classificado nos primeiros dias.

Dos três brasileiros do time masculino, o único que já sabe quem vai enfrentar na terceira fase é o próprio João Chianca, escalado na oitava bateria com o sul-africano Joshe Faulkner. O atual campeão sul-americano Pro Junior da WSL South America, Mateus Herdy, está na terceira e Samuel Pupo na décima, mas ambos aguardam o encerramento da repescagem para conhecerem seus adversários. No domingo, os ventos fortes da tarde em Kiama paralisaram a competição na décima bateria e ficaram faltando duas para fechar a segunda fase.

Joshe Faulkner. Foto: Dunbar/WSL

O surfista de Saquarema (RJ) disputou o sexto duelo do dia e achou boas ondas para mostrar o seu surfe em Bombo Beach. João Chianca acertou as manobras para arrancar uma nota 8,33 dos juízes, que acabou garantindo a vitória sobre o francês Theo Julitte por 14,10 a 13,27 pontos. Na rodada inicial, ele tinha ficado em último lugar na sua bateria de estreia no WSL Jeep World Junior 2017, vencida pelo representante de Barbados, Che Allan. Mas, assim como a catarinense Tainá Hinckel na categoria feminina, Chianca aproveitou a segunda chance para seguir vivo na disputa pelo título mundial Pro Junior na Austrália.

Já o catarinense Mateus Herdy e o paulista Samuel Pupo ganharam as baterias que abriram o campeonato na quinta-feira, com o campeão sul-americano de 2017 fazendo os recordes da primeira fase, nota 8,83 e 15,16 pontos. Ninguém conseguiu superar a nota que Mateus recebeu pelo aéreo reverse de backside que completou nas esquerdas de Bombo Beach. Mas, seu placar foi batido pelos dois competidores do terceiro duelo da repescagem no domingo. Foi a melhor bateria do evento até agora, com o havaiano Ocean Macedo despachando o campeão australiano Pro Junior, Reef Heazlewood, por 16,40 a 15,90 pontos.

O peruano Jhonny Guerrero tinha acabado de ser eliminado numa disputa fraca de ondas. Ele demorou bastante para surfar, só conseguiu pegar sua primeira onda quando restavam 12 minutos para o término. O indonesiano Rio Waida ficou bem mais ativo, já tinha ido em dez antes da primeira do peruano, que até começou bem, mostrando a força do seu backside para ganhar nota 6,33. No entanto, Rio Waida logo respondeu com um aéreo nota 8,00 para sacramentar a vitória por 14,57 a 11,83 pontos. Jhonny Guerrero terminou em 25º lugar no WSL Jeep World Junior 2017, sem vencer nenhuma bateria na Austrália.

Rio Waida. Foto Dunbar/WSL

Acompanhe a transmissão ao vivo do WSL Jeep World Junior Championship 2017 pelo www.worldsurfleague.com e a primeira chamada para a 11ª bateria da repescagem masculina foi marcada para as 7h da segunda-feira na Austrália, 20h do domingo no horário de verão do Brasil.

RESULTADOS DO DOMINGO NO WSL JEEP WORLD JUNIOR CHAMPIONSHIP 2017:
SEGUNDA FASE MASCULINA – Vitória=Terceira Fase e Derrota=25º lugar com 500 pontos:
1ª: Finn McGill (HAV) 10.63 x 10.37 Kauli Vaast (FRA)
2ª: Rio Waida (IDN) 14.57 x 11.83 Jhonny Guerrero (PER)
3ª: Ocean Macedo (HAV) 16.40 x 15.90 Reef Heazlewood (AUS)
4ª: Keanu Kamiyama (JPN) 11.53 x 10.03 John Mel (EUA)
5ª: Yuji Nishi (JPN) 15.00 x 12.40 Marco Mignot (FRA)
6ª: João Chianca (BRA) 14.10 x 13.27 Theo Julitte (FRA)
7ª: Cole Houshmand (EUA) 12.27 x 10.57 Yuri Ogasawara (JPN)
8ª: Joshe Faulkner (AFR) 10.90 x 9.03 Max Elkington (AFR)
9ª: Tyler Gunter (EUA) 12.90 x 8.50 Eli Hanneman (HAV)
10: Ryland Rubens (EUA) 13.60 x 5.70 Ford Van Jaarsveldt (AFR)

———ficaram para abrir a segunda-feira:
11: Mikey McDonagh (AUS) x Lucas Wrice (AUS)
12: Adin Masencamp (AFR) x Te Kehukehu Butler (NZL)

TERCEIRA FASE – Derrota=13º lugar com 1.750 pontos – baterias já formadas:
1ª: Rio Waida (IDN) x Leo Paul Etienne (FRA)
2ª: Yuji Nishi (JPN) x Momoto Tsuzuki (JPN)
3ª: Mateus Herdy (BRA) x
4ª: Joh Azuchi (JPN) x Ryland Rubens (EUA)
5ª: Cole Houshmand (EUA) x Sandon Whittaker (AUS)
6ª: Cody Young (HAV) x Erwan Blouin (FRA)
7ª: Finn McGill (HAV) x Ocean Macedo (HAV)
8ª: João Chianca (BRA) x Joshe Faulkner (AFR)
9ª: Liam O´Brien (AUS) x
10ª: Samuel Pupo (BRA) x
11ª: Che Allan (BRB) x Tyler Gunter (EUA)
12ª: Barron Mamiya (HAV) x Keanu Kamiyama (JPN)

TERCEIRA FASE FEMININA – 1ª e 2ª=Quartas de Final e 3ª=9º lugar com 3.300 pontos:
1ª: Vahine Fierro (TAH), Teresa Bonvalot (PRT), Tainá Hinckel (BRA)
2ª: Macy Callaghan (AUS), Alyssa Lock (AUS), Kirra Pinkerton (EUA)
3ª: Zoe McDougall (HAV), Sophia Fulton (AUS), Zahli Kelly (AUS)
4ª: Minori Kawai (JPN), Summer Macedo (HAV), Alyssa Spencer (EUA)

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!