Robson Pinheiro leva o título da Taça Freeday LRS 2017 em Rondinha

Taça Freeday reuniu melhores surfistas amadores do RS. Foto Divulgação.

O surfista Robson Pinheiro garantiu o título da Taça Freeday LRS 2017, segunda e decisiva etapa da Copa Rio-Grandense de Surf Amador, na categoria Open, e com o resultado sagrou-se campeão Estadual de 2017. Robson deixou para trás surfistas experientes como Tiago Braga, José Luiz Mello e Cristiano Cardoso, dentre outros.

A Liga Rio-Grandense de Surf (LRS) realizou neste final de semana (09 e 10/12) em Arroio do Sal, na praia de Rondinha, com a apresentação da Da Terra, a Taça Freeday LRS de Surf 2017, reunindo os melhores atletas Amadores do Sul do País em busca da premiação e dos pontos para o fechamento do ranking.

Foto Luciano Sombrio.

Na categoria Feminino a grande vencedora foi Yasmin Dias, que derrotou Mariana de Bortoli, Eduarda Giordani e Clara Figueiro e Luiza Matias. Com o resultado, Yasmin somou 4.000 pontos no ranking, seguida por Eduarda Giornadi (3.180), Clara Figueiró (2.800), Mariana De Bortoli (1.720), e Luiza Matias (1.220).

Entre os Grommets, o melhor mais uma vez foi Pedro Sturza que derrotou Victor Midon, Isaac Machado e Miguel Couto. O ranking final ficou com Pedro Sturza (4.000 pontos), Isaac Machado (3.180), Victor Midon (3.180), Miguel Coutou (2.680), e João Pedro Linhares (1.110).

Foto Luciano Sombrio.

A campeã da Iniciantes foi Yasmin Dias, que deixou Kaique Garcia, Isaac Machado e Lucas Gasperin em segundo, terceiro e quarto lugares respectivamente. O ranking da categoria ficou com kaique Garcia (3.440) em primeiro, Yasmin Dias (3.340), Lucas Gasperin (3.340), e Isaac Machado (2.920).

Giovani da Silva mostrou quem manda em Arroio do Sal, sagrando-se primeiro na categoria Interna (somente com surfistas de Arroio do Sal). O segundo colocado foi Rafael Mascani, o terceiro foi Bruno Morelli, e o quarto foi Ricardo Loch. Na categoria Júnior, o vencedor foi Ernani Júnior, que derrotou Alessandro Silva, Vini Santos e Luiz Fernandes. No ranking final o primeiro lugar ficou nas mãos de Alessandro Silva (4.000 pontos), seguido por Ernani Junior (3.220), Vini Santos (3.180) e Luiz Fernandes (2.800).

Marcio Midon levou a melhor nos pranchões. Foto Luciano Sombrio

Entre os experientes dos Pranchões, os Longborders, Marcio Midon fez a festa e garantiu o primeiro lugar do pódio, deixando para traz os surfistas Alex Figueiredo, Fabio Machado e Giovani da Silva. O ranking final da categoria ficou com Midon (4.000) em primeiro, seguido por Fábio Machado (3.180), Alex Figueiró (3.060), e Giovani da Silva (2.800).

Na Master, o melhor foi Cristiano Cardoso, seguido por Flávio Jardim, Felipe Kita Martins e Diego Souza. O ranking final tem como primeiro colocado Felipe Kita Martins com 3.460 pontos, seguido por Huberto Rocha (2.680), Diego Souza (2.680), e Márcio Midon (2.110).

Foto Luciano Sombrio

O melhor Mirim foi Luiz Fernandes, seguido por Kaique Garcia, Ferpa Becker e Isaac Machado. O ranking final tem Luiz Fernandes (4.000), Ferpa Becker (3.180), Kaique Garcia (3.180) e Isaac Machado (2.680). O campeão Senior foi Tiago Braga, seguido por José Luiz Mello, Iuri Silva e Flávio Jardim. Já a ponta do ranking ficou com Iuri Silva (3.180), José Luiz Mello (3.060), Robson Pinheiro (2.680), e Mauricio Nunes (2.000) empatado com Tiago Braga (2.000).

Entre os atletas da Petiz, que é uma categoria que todos são premiados com medalhas de participação, destacaram-se pela participação, Yago Batista, Lucas Costa, Kadu Machado, Clara Figueiró, Pedro Galvan, e Lucas Clezar. Na Open, Robson Pinheiro não deu chance para o azar e nem para nenhum dos outros competidores. Ele ficou com 4.000 pontos no ranking final, seguido pelos experientes Tiago Braga (3.440), José Luiz Mello (2.920), e Giovani da Silva (2.560).

Pódio da Open. Foto Luciano Sombrio.

Após um ano em que o país passa por grave crise institucional, financeira e ética, a Liga Rio-Grandense de Surf buscou importantes parceiros para a trazer às competições esportivas aos surfistas do Sul do país. O presidente da Liga Rio-Grandense de Surf, Fernando Paraguassú, agradeceu aos participantes e apoiadores da Copa Rio-Grandense de Surf em 2017. “Este ano foi atípico, com muitas adversidades para captação de verbas para o esporte. Mas os nossos parceiros não mediram esforços para que tivéssemos duas competições com premiações relevantes. Agradeço a todos, e em especial aos atletas e todo o staff que nos auxiliou para termos competições em 2017. Lutamos para não deixar o esporte morrer por vocês. Obrigado”.

Foto Luciano Sombrio.

Já o Tour Manager da Liga Rio-Grandense de Surf Amador, Jéferson Rabassa, o Pica-Pau, parabenizou os campeões. “Gostaria de parabenizar os mais novos campeões da LRS em 2017, Robson Pinheiro, Alessandro Silva, Luis Fernandes, Pedro Sturza, Felipe Kita Martins, Márcio Midon, Yasmin Dias, e em especial ao bicampeão Iuri Silva, e ao tricampeão Kaique Garcia. Destaco também todos os Petiz, que vieram fomentar nossa proposta de incentivar o surf pelas novas gerações. Já deixo aqui meu convite para a primeira etapa do ano de 2018, em Balneário Pinhal nos dias 27 e 28 de janeiro, que também será a festa de premiação de 2017”.

A Da Terra apresentou a Taça Freeday LRS de Surf 2017, que contou com o patrocínio da prefeitura de Arroio do Sal, Freeday e Pranchas Trench Town. O apoio foi da Surfeeling, Paraguassú Intermediações de Veículos, Okdok, Asnet, Gobbo Pizza, Rondinha Hotel, Senoritas, Ciawax, SilverBay, Hurley, ATL Surf, Associação Surfistas de Arroio do Sal (ASAS), Associação Surf de Rondinha (ASR) e Aloha Cervejas. A realização da Liga Rio-grandense de Surf (LRS), e a supervisão técnica da Associação Gaúcha de Árbitros (AGA).

Com informações de Gabriel de Mello.

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!