Remadores se preparam para maior expedição do Brasil entre Niterói e Santos

Seis remadores estão escalados para a expedição Niterói -Santos. Foto Divulgação.

Seis atletas Niterói (RJ), Santos (SP) e Ubatuba (SP) já estão unidos e em pleno planejamento e preparação para baterem o recorde nacional de navegação de canoa havaiana e polinésia no Brasil saindo de Niterói (RJ) e fechando em Santos (SP) na virada de 2017 para 2018. As regiões do Rio de Janeiro e da Baixada Santista são os principais polos e berços do esporte, que chegou ao país em 2000.

A expedição Anamauê, que tem o apoio da marca de suplementos Bearco Sports Progenes, tem previsão de saída na quarta-feira, dia 27 de dezembro na praia de Iacaraí, em Niterói (RJ), com previsão de chegada em Santos (SP) no dia 8 de janeiro de 2018, após mais de 430 quilômetros percorridos em 12 dias. A travessia será a maior em distância e em número de dias na modalidade.

Os remadores farão a travessia em uma canoa polinésia modelo V6 para seis lugares, sem barco de apoio, e levarão a própria subsistência como água, barra de cereais, suplementos alimentares entre outros. A canoa polinésia é similar à canoa havaiana apenas com uma diferenciação no formato no estilo cockpit, mais arredondado. Para essa façanha, nomes como o santista José Paulo, Douglas Moura e Lucas Miom, se juntam os remadores amigos Chico Viniegra, Ubirajara Iakowsky e Caio Guerra, todos com grande experiência em provas de longas distâncias e travessias.

Expedição Anamauê: rota definida entre Niterói e Santos.

Douglas realizou em setembro a maior expedição de canoa havaiana individual em número de dias até então, percorrendo Conceição de Jacareí (RJ) até Ubatuba (SP) em nove dias com mais de 160 quilômetros percorridos. Ao término desta saga, Douglas iniciou o planejamento com Lucas Mion para a realização deste desafio para a Baixada Santista.

Quando decidimos, no inicio não passava de um sonho, que foi se materializando com o convite a nossos grandes irmãos e feras Chico, Ubajara e Caio. Nosso planejamento inicial era ir até Ubatuba, mas nos perguntamos porque não até Santos. Então abrangeríamos nossas três bases, Rio, Ubatuba e Santos com remadores experientes de cada uma delas e desde então, Santos passou a ser nosso destino ”, diz Douglas contando mais detalhes sobre o motivo da busca pelo recorde.

A história desse trecho de navegação é extensa, são os dois maiores portos de cabotagem do Brasil, e alguns dos nossos ídolos no passado realizaram essa travessia em caiaques oceânicos, ídolos esses como a Simone Duarte, Rodrigo Magalhães e Pedro Ceglia. Eles foram e são a nossa inspiração e temos certeza que estarão conosco em pensamento.” revela Jose Paulo.

Vai ser extremamente duro. Nos maiores dias remaremos algo em torno de 60 quiômetros, e nos menores dias, 30 quilômetros. Não e algo da noite para o dia, nem física nem psicologicamente. Certamente teremos momentos de pensarmos no que estamos fazendo ali. Mas a gente vai seguir, estamos determinados, nos preparando para estarmos no nosso auge na hora da chegada”.

A equipe da Expedição Anamauê ainda busca mais patrocinadores e apoiadores para ajuda nos custos da mesma.

Programação da Expedição Anamaue Niterói-Santos:
27 Dezembro – Niterói-Barra da Tijuca-Guaratiba – 60km
28 Dezembro – Guaratiba – Marambaia-Palmas (Angra dos Reis) – 60km
29 Dezembro – Palmas – Aventureiro (Angra dos Reis) – 35km
30 Dezembro – Aventureiro (Angra dos Reis) – Martins de Sá (Paraty) – 33km
31 Dezembro – Martins de Sá (Paraty) – Promirim (Ubatuba) – 46km
1º de Janeiro – Descanso
2 Janeiro – Promirim (Ubatuba) – Ilha Ancheita (Ubatuba) – 22km
3 Janeiro – Ilha Ancheita (Ubatuba) – Iha do Tamanduá (Ubatuba) – 26km
4 Janeiro – Ilha do Tamanduá (Ubatuba) – Perequê (Ilha Bela) – 28km
5 Janeiro – Perequê – Paúba (São Sebastião) – 24km
6 Janeiro – Paúba – Ilha do Montão (São Sebastião) – 25km
7 Janeiro – Ilha do Montão – Praia Branca (Guarujá) – 40km
8 Janeiro – Praia Branca – Santos – 33km

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!