Barco de Martine Grael assume a liderança na costa brasileira

Barco da brasileira Martine Grael assumiu a liderança rumo a Cidade do Cabo. Foto James Blake/Volvo Ocean Race.

A segunda etapa da Volvo Ocean Race segue com trocas de posições constantes. Beirando a costa brasileira, na altura de Salvador, na Bahia (240 milhas náuticas da terra), a flotilha da Volta ao Mundo é liderada provisoriamente pelo Team AkzoNobel, que tem a brasileira Martine Grael como integrante. Só nesta quinta-feira (15), Dongfeng Race Team e Team Brunel estiveram na ponta da perna, que tem como destino final a Cidade do Cabo, na África do Sul.

Foto James Blake/Volvo Ocean Race

As sete equipes já passaram da metade do caminho entre Lisboa e a Cidade do Cabo. Ao todo, a etapa tem 7.000 milhas. Ventos de até 20 nós foram registrados nesta tarde. Os barcos estão fazendo uma espécie de arco na costa brasileira antes de apontar de vez para a África. Antes de cruzar a linha de chegada, os times deverão pegar parte dos mares do sul obrigatoriamente.

O Team AkzoNobel está mais a leste e um pouco mais rápido que os demais adversários, mas as posições mudam a todo instante. “O caminho mais a leste foi para ter um extra de velocidade. Os barcos estão em uma batalha muito rápida e estamos tentando obter um pouco de vantagem sem perder o contato. Assim serão os próximos dias“, disse navegador do AkzoNobel, Jules Salter.

O também barco holandês Team Brunel atingiu boa velocidade nessa briga de gato e rato pela liderança. “Estou feliz com o nosso desempenho. Aprendemos algumas configurações e ajustes importantes de vela, assim como os outros nessa etapa“, escreveu Bouwe Bekking, comandante do Brunel.

A previsão indica fim da segunda etapa entre 24 e 25 de novembro. O vencedor da primeira perna foi o Vestas 11th Hour Racing. O team AkzoNobel de Martine Grael foi o quarto.

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!