Vestas 11th Hour Racing assume liderança no terceiro dia da Leg 2

Mark, a bordo do Vestas 11th Hour. Foto Martin Keruzore/Volvo Ocean Race

Vencedor da Leg 1, o Vestas 11th Hour Racing passou a liderar a flotilha da Volvo Ocean Race no terceiro dia da Leg 2. O veleiro de bandeira dinamarquesa/americana comandado por Charlie Enright conseguiu passar os rivais após um jibe bem sucedido realizado na noite de terça-feira.

Mas no início da tarde, às 13h, a liderança do Vestas quase foi embora, apesar de ter uma vantagem de duas milhas em relação ao segundo lugar, ocupado pela Dongfeng Race Team. Assim, a vantagem é pequena e os quatro primeiros barcos da flotilha estão separados por apenas 15 milhas náuticas.

A partir de agora, os veleiros começam a entrar na zona de baixa pressão, os Doldrums. Com o aumento da temperatura, a chuva tem sido companheira constante dos veleiros e são bem vindas para uma lavagem improvisada, mas se tornaram o pesadelo do timoneiro diante das condições localizadas que as nuvens pesadas criam.

As nuvens têm sido um campo minado, com pancadas de 25 nós seguidas de ventos muito mais leves“, disse o timoneiro do MAPFRE, Joan Vila, informando que podia ver o barco Vestas 11th Hour Racing à distância. “Nós vimos vento vindo de praticamente todas as direções, e velocidades de menos de 10 nós até 25 nós. É o que esperamos em uma área de chuvas. Agora parece que está desaparecendo um pouco, então podemos ter um pouco de folga“.

Peter Burling no timão do Team Brunel. Foto Rich Edwards/Volvo Ocean Race

Distante apenas 50 milhas atrás dos líderes, e outras 10 milhas a oeste, o Team Brunel realizou seu último jibe enquanto seguiam direto para Cabo Verde, a cerca de 600 milhas a oeste do Senegal. “Nós finalmente superamos o que achamos que poderia ser o nosso jibe final, então, se for esse o caso, serão 10 dias sem outro jibe“, disse ele.

Mas é muito emocionante, então, quem sabe. Nós somos o barco mais ocidental, então veremos como ele se destaca. Eles [os principais barcos] fizeram o jibe cedo e estão navegando para o sul, mas agora teremos que ter paciência“. No entanto, havia pelo menos algumas razões para uma comemoração a bordo, pois Peter Burling foi eleito o velejador do ano pela World Sailing em uma cerimônia no México, na noite passada, em reconhecimento à sua recente vitória da America’s Cup com a Emirates Team New Zealand.

Burling recebeu a notícia do colega de equipe Abby Ehler, depois que ela pegou um e-mail enviado para o barco pelos pais de Burling. “É fantástico“, disse Burling em um vídeo. “Foi um ano muito legal. Obrigado por todo o apoio“.

Leg 2 – Position Report – (Dia 4) – 13:00 UTC
1º Vestas 11th Hour Racing — distância da chegada – 4,618.1 milhas náuticas
2º Dongfeng Race Team +1.8nm
3º MAPFRE +2.4
4º Team AkzoNobel +4.1
5º Team Brunel +52.1
6º Turn the Tide on Plastic +89.5
7º Sun Hung Kai/Scallywag +124.6

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!