Pelo 18º ano, Silver Surf é parceiro oficial do A Tribuna de Surf Colegial

Teco e Tico, da Silver Surf. Foto Luiz Otavio

Entrar para a galeria de campeões de um campeonato tradicional no cenário paulista, que conta com nomes como Adriano de Souza e Jessé Mendes, e ainda levar uma prancha Silver Surf como prêmio. A disputa pelos títulos do 22º A Tribuna de Surf Colegial promete ser acirrada pelos atrativos que a competição proporciona. O evento está confirmado para o dia 19, na Praia do Tombo, em Guarujá, reunindo surfistas com até 18 anos, divididos em quatro categorias.

Pelo 18º ano, a Silver Surf, uma das principais fábricas de pranchas do País, é a parceira oficial do torneio, garantindo a premiação aos primeiros colocados. Nesse ano, os “foguetes” são produzidos com apoio da X-Tra Foam. A identidade com a disputa vem desde a edição inicial, quando Sylvio ‘Tico’ Oliveira, um dos irmãos proprietários da empresa, competiu e foi o quarto colocado.

Desde que tivemos oportunidade de participar do campeonato, não paramos mais”, ressalta Tico. “Isso porque achamos a iniciativa de fazer a integração da escola com o aluno através do esporte muito importante para todos os lados. Todos ganham. Tive a oportunidade de competir na primeira edição, também na Praia do Tombo, e pude sentir esse lance de interação do aluno com a escola, que foi muito legal”, ressalta.

Seu irmão e sócio, Adriano ‘Teco’ Oliveira reforça a relação com o incentivo aos estudos, lembrando que os dois, mesmo quando competidores, completaram a formação acadêmica. Tico é graduado em Publicidade, enquanto Teco em Educação Física. “O estudo é muito importante para o futuro dos atletas e são eventos como esse que fazem a imagem do esporte ser bem vista”, comenta.

Para nós, fabricantes de pranchas, é muito importante, pois ajuda no crescimento e aceitação da modalidade pela sociedade. O surf foi um esporte que sofreu muita discriminação no passado e, felizmente, de alguns anos para cá essa imagem mudou e muito se deve pela ‘Tempestade Brasileira’, liderada por Gabriel Medina”, complementa Tico. Ele ressalta que a Silver Surf tem total relação com essa nova força do esporte, por patrocinar, desde a infância, o potiguar Italo Ferreira, um dos tops brasileiros na elite mundial. “Essa nova geração do surf brasileiro quebrou paradigmas e colocou o surf em seu devido lugar, um esporte saudável, conectado com o meio ambiente e que pode ser uma boa fonte de renda se você tiver o talento suficiente”, relaciona.

Podemos ver esse fortalecimento do esporte bem de perto com Italo Ferreira, um garoto que vimos sair lá de Baia Formosa no Rio Grande do Norte, com seus 14 anos, para se tornar um dos surfistas de maior destaque cenário mundial. Quando começamos a fazer as suas pranchas e decidimos colocá-lo em nossa equipe, ele já tinha um projeto e toda uma estrutura voltada para sua carreira no Circuito Mundial. Esse trabalho nos deixa muito orgulhosos e é uma recompensa a todo o investimento que fizemos com atletas ao longo dos vários anos da fábrica“.

Com a sede instalada na Vila Mathias, em Santos, a Silver Surf está no mercado desde 1994 e conta com uma estrutura eficiente para atender a demanda crescente de produção. “Hoje temos um trabalho com atletas muito talentosos da nova geração de surfistas da região, com Kim Matheus, Matheus Dutra e Ihgor Sant’Ana, que foi campeão do A Tribuna, inclusive e é um dos destaques este ano novamente. Entre os profissionais, estamos trabalhando com Hizunomê Bettero e Icaro Rodrigues, além do Italo. Entre os free surfers, destacamos uma parceria de longa data com o Rodrigo Sino, além do big rider Rodrigo Coxa”, fala Adriano Teco.

A Silver Surf surgiu em 1994, quando Tico e Teco decidiram fazer os remendos na única prancha que os dois dividiam. “Não tínhamos dinheiro para mandar consertar a prancha, uma Vitamina C, shapeada pelo Cisco Araña. Nosso amor pelo esporte foi imediato, assim como o desejo de construir uma prancha com as nossas próprias mãos. A partir daí, fomos nos dedicando diariamente para conseguir os nossos objetivos e hoje nos tornamos uma das fabricas de pranchas que mais vem ganhando destaque no país”, conta.

Para a Silver Surf, é muito importante o patrocínio do A Tribuna Colegial, por ser um meio de divulgação da nossa marca entre a molecada. A nossa marca busca sempre a renovação de nossos conceitos e estar em contato com o público jovem é muito importante. Além disso, o A Tribuna de surf já se tornou um dos mais tradicionais do País, servindo também como revelador de novos talentos, como o próprio Adriano de Souza que nós assistimos competindo no Colegial, aqui nas ondas do Quebra-Mar e hoje é campeão mundial de surf profissional”, completa Teco.

Inscrições podem ser feitas até sexta-feira

As inscrições para o 22º A Tribuna de Surf Colegial podem ser feitas até sexta-feira (10), no prédio de A Tribuna, à Rua João Pessoa, 129, 9 º andar, Centro de Santos, das 9 às 11h30 e das 14 às 16h30. A taxa é de R$ 40, mais um quilo de alimento não perecível, com direito a uma camiseta alusiva ao evento, como brinde. Em disputa as categorias júnior e feminina, ambas com limite de 18 anos, mirim, para surfistas com até 16 anos, e iniciante, para atletas com no máximo 14 anos.

Cada atleta poderá competir em uma única categoria e, ao se inscrever, deve apresentar o RG escolar original, emitido por órgão oficial de ensino, ou na falta deste, um atestado de matrícula original para o ano letivo de 2017. Também será exigido cópia do RG ou certidão de nascimento. Mais informações pelo telefone (13) 2102.7164 ou pelo e-mail atendimento@triesportes.com.br.

Por Fábio Maradei – FMA Notícias

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!