Lagoa Surfe Arte premia campeão do concurso cultural com prancha Sea Cookies

Emerson Rauth foi premiado com uma prancha Sea Cookies Handshapes. Foto Paulo Sefton

O espírito de liberdade do surfe e a vocação aventureira do Renegade foram os ingredientes de um concurso cultural que movimentou inúmeros artistas em Santa Catarina. Lançado em outubro, durante a segunda edição do Lagoa Surfe Arte – festival em Florianópolis que celebra a cultura do surfe -, em parceria com a DVA Jeep Center e a Sea Cookies Handshapes, o evento premiou o “arteiro” Emerson Rauth.

Com certeza esse foi um dos melhores​ concursos de arte que já participei. Nem sonhando imaginava algo assim. Ganhar uma prancha Sea Cookies, ver minha arte estampada em um Jeep Renegade e na prancha é alucinante”, comemorou Emerson, que também elogiou muito o trabalho de Fabrício Flores, idealizador do LSA e shaper da prancha campeã. “A prancha é linda demais. O Fabrício é um grande artista. Eu não vejo a hora de cair na água para batizar com muita responsa esse prêmio fantástico”, completa.

Emerson com a família e Fabrício Flores Nunes na DVA Jeep Center. Foto Paulo Sefton

Com o mote Liberdade, aventura e paixão pelo surfe, o concurso estimulou a criatividade de vários artistas residentes no Estado, de todas as idades e que foram avaliados por uma comissão julgadora selecionada pelos organizadores do Lagoa Surfe Arte. A ilustração vencedora foi estampada numa prancha, e estará em exposição na DVA Jeep Center, em Florianópolis. O mesmo desenho foi plotado num Jeep Renegade, que já circula pelas ruas. “Desenhei uma onda em formato de pena, para dar a sensação de liberdade, afinal, o surfe proporciona este estado de espírito. Como uma gaivota voando alto sobre a brisa do mar“, sintetiza Emerson sobre a sua figura campeã.

Sobre a inspiração, Emerson explica: “quando vou criar um trabalho de surfart tudo flui naturalmente e de maneira muito prazerosa, pois tenho viva a paixão pela cultura surfe. Para desenvolver a arte do concurso comecei pelo título: “O Surfe vale a pena?”. Essa frase resume muito tudo o que penso e acho que foi uma boa maneira de ilustrar para o público tudo o que sinto por esse esporte. Com certeza o surfe pode mudar a vida de qualquer pessoa para melhorar”, encerrou.

Foto Paulo Sefton.

Sobre o Lagoa Surfe Arte:

O projeto Lagoa Surfe Arte tem como grande objetivo promover um encontro entre os amantes da cultura do surfe em uma atmosfera que evidencia o estilo de vida do surfista de alma. Idealizado em janeiro de 2016, a edição inaugural do evento foi um sucesso. Realizado na bucólica Lagoa da Conceição, em meio a mata atlântica, o evento reuniu mais de 250 pessoas em um dia mágico em Florianópolis.

A segunda edição do LSA ocorreu no mesmo ano, em outubro, com um formato totalmente renovado, com Fabrício Flores dividindo a direção e organização com Daniel Arena e Fabiano Sperotto. O evento foi um enorme sucesso trazendo o primeiro festival de Curta Metragem, além de promover um debate com nomes importantes do surfe, além de oficinas e exposições artísticas. Tito Rosemberg e Adrian Kojin, dois dos nomes mais importantes ligados a fotografia e jornalismo do surfe no país, contribuíram com o LSA, dividindo suas experiências de anos com os convidados.

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!