14º Desafio Volta à Ilha de Santo Amaro é confirmado para 4 de março

Poseidon venceu o Desafio de 2016. Foto John Image

Poseidon venceu o Desafio de 2016. Foto John Image


´
O nome já avisa: Desafio. Com nada menos que 75 km de remadas ininterruptas, está confirmado para o dia 4 de março o 14º Desafio Volta à Ilha de Santo Amaro de Canoas Havaianas. A disputa de 2017 terá como grande novidade o aumento do número de equipes. Desta vez, serão 30 canoas na competição, que a partir desta edição passa a fazer parte do Calendário Oficial de Santos.

Este ano foram 21 equipes e depois de avaliar toda a logística, vamos enfrentar esse novo desafio de ter 30 canoas largando juntas. Será um grande espetáculo”, afirma Fábio Paiva, um dos maiores entusiastas da modalidade no Brasil. “Essa é uma prova que exige estratégia e sinergia de todos os membros da equipe, até mais do que força”, destaca.

Fábio Paiva, entusiasta da Canoa Havaiana. Foto John Images

Fábio Paiva, entusiasta da Canoa Havaiana. Foto John Images

Ele revela que assim que os atletas foram informados da data, a procura foi grande e mais de 20 equipes já estão confirmadas. “Temos participantes de Vitória, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, Santos, Niterói, Brasília, Florianópolis, Ilhabela. Cada time conta com nove atletas, seis remando e três no revezamento, além dos apoios que acompanham, o pessoal da organização, fiscais, segurança. Então, estimamos mais de 400 pessoas envolvidas diretamente no evento”, ressalta Fábio Paiva.

As equipes estarão divididas nas categorias masculina, mista, feminina e master (acima de 40 anos). A prova terá início e final na Praia da Aparecida, em Santos. A largada será no estilo Le Mans e o percurso no sentido anti-horário, passando por todas as praias de Guarujá, com cerca de 40 km pelo mar, e a parte final no Canal de Bertioga e no Porto de Santos. “Temos todos os tipos de cenários. De ondulações, correntezas até baixios na parte do rio”, revela Fabio Paiva.

mapa-volta-a-ilha-sto-amaro

INSCRIÇÕES E PROJETO SOLIDÁRIO

Cada canoa terá seis atletas remando e o revezamento é um dos destaques, com as
trocas (até três atletas por vez) feitas com a embarcação em movimento. Todas as equipes serão acompanhadas por barcos de apoio, tanto para segurança, quanto para a substituição dos competidores.

As inscrições seguem abertas e devem ser solicitadas pelo e-mail canoabrasil@canoahavaiana.com.br ou pelo telefone (13) 98210.0110. Até o dia 30 deste mês, a taxa é de R$ 1.400,00 por equipe (nove pessoas). A partir o dia 1º de janeiro, o valor tem acréscimo de 15%. As inscrições serão encerradas quando o limite de 30 equipes for atingido.

Ainda como parte das inscrições, todas as equipes devem participar do Projeto Solidário, com a entrega de, no mínimo, cinco latas de Sustagem ou Nutren Kids para doação à Abraccii – Associação Brasileira de Apoio e Combate ao Câncer Infanto-juvenil.

Esse é um diferencial de nossas provas, que novamente beneficiará a Abraccii. Na Volta deste ano, arrecadamos 240 latas de Leite NAN, o que significa um valor aproximado de R$ 6 mil em produtos nutricionais”, afirma Carla Greco, administradora do evento.

2016 – No 13º Desafio Volta à Ilha de Santo Amaro, realizado dia 12 de março, a vitória foi da equipe Poseidon, numa prova marcada por adversidades pelas condições do mar, com muitas ondas. Os campeões, que remaram com a base formada pela equipe TriboQPira, pentacampeã do evento e outras duas vezes vice, completaram o percurso em 6 horas 16minutos e 16 segundos.

A vice-campeã foi a YCP Koa Va’a, com 6h21min57s. Destaque também para a equipe paulistana Matero, da categoria mista (três homens e três mulheres), com o importante terceiro lugar, à frente de cinco masculinas nos top 10 da prova. Outro grande momento foi a força da equipe master Smiles Mauna Loa, de Niterói. Os campeões da edição de 2014 (tanto na open quanto na master) fizeram valer o espírito de grupo, de superação, a sinergia na canoa, sempre evidenciados na modalidade. Por sete horas, o time remou sem o barco de apoio, que ficou à deriva logo no começo do percurso, e os atletas não fizeram revezamento.

Essa é uma prova que é preciso estratégia. A sinergia dos atletas tem de ser total”, avalia Fábio Paiva, multicampeão nas remadas e que este ano também organizou outro grande evento de sucesso nas canoas, o 1° Festival Ka Ora Brasil Baixada Santista, com a primeira regata em ‘Dragon Boats’ da América do Sul. Mais de 100 mulheres sobreviventes do câncer de mama deram uma aula de superação na competição realizada na Praia dos Milionários, em São Vicente.

O 14º Desafio Volta à Ilha de Santo Amaro de Canoas Havaianas teve os patrocínios de Caiaques Opium Hightec Caiaques e canoas e Embraport. Apoios: Semes (Promifae), prefeitura de Santos, FMA Notícias, 98 FM, Vit Shop, Panificadora Rainha da Barra, Capitania dos Portos, Praticagem e Corpo de Bombeiros. Organização da Canoa Brasil, com supervisão da Associação Brasileira de Canoa Havaiana (Abracha).

RESULTADOS DE 2016
1. Poseidon – 6h16min16s
2. YCP Koa Va’a – 6h21min57s
3. Matero (mista 1ª) – 6h37min29s
4. Floripa Va’a – 6h41min05s
5. ATR Hoe Mana – 6h44min25s
6. Brucutus – 6h46min41s
7. Bahia Va’a Salvador – 6h48mn48s
8. Tios Floripa Va’a (master 1º) -6h53min42s
9. Ohana Paddle Club Ilhabela (mista 2ª) 6h54min02s
10 ATR Loucaos Va’a Júnior – 7h04min04s
11 Kimi (mista 3ª) – 7h06min12s
12 Hoa Aloha – 7n08min21s
13 Wa’a Lost Canoa Brasil – 7h17min27s
14 SP Va’a (master 2º) 7h18min59s
15 Haleakala (feminina 1ª) – 7h30min52s
16 ATR Hoe Mana (mista 4ª) – 7h31min10s
17 ATR Ohana Divas (feminina 2ª) – 8h06min07s
18 Smile Mauna Loa Niterói (master 3º) – 8h11min32s

Não completaram:
·Smile Mauna Loa Niterói (mista)
·Raglan Vit Shop (master)
·Ava Canoeiros do Paranoá Brasília (open)

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!