Dongfeng Race Team anuncia disposição para vencer edição 2017/2018

Dongfeng Race Team está de volta. Foto Yann Riou/DongfengRaceTeam

Dongfeng Race Team está de volta. Foto Yann Riou/DongfengRaceTeam

A Dongfeng Race Team, da China, anunciou que disputará a edição 2017-2018 da Volvo Ocean Race, pela segunda vez consecutiva, liderada pelo skipper francês Charles Caudrelier. A equipe será 100% apoiada pela Dongfeng Motor Corporation, fabricante de motor chinesa, e a meta será superar o forte desempenho obtido na edição 2014-2015, quando terminou na terceira colocação.

O anuncio da Dongfeng foi feito em uma entrevista coletiva com a presença de Charles Caudrelier, do diretor da equipe Bruno Dubois e diretor da Volvo Ocean Race, Antonio Bolaños, em Wuhan. Como na regata anterior, a equipe será gerida pela OC Sports, empresa de marketing esportivo especializada em vela profissional e esportes ao ar livre.

A Volvo Ocean Race é uma regata de barcos oceânicos premier no mundo e tem atraído a atenção da China“, observou Yang Qing, vice-presidente da Dongfeng Motor Corporation. “Mais e mais mídia e o público sabe agora da regata através do desafio da Dongfeng Race Team na edição 2014-15. Não há dúvida de que a Dongfeng fez história e vários velejadores chineses são parte dessa história“.

A equipe de Caudrelier é a segunda a confirmar presença da regata, que terá início em 22 de outubro de 2017. A equipe AkzoNobel, comandada por Simeon Tienpont, já havia anunciado a participação na edição 2017/2018. Charles Caudrelier e uma tripulação que contou com quatro velejadores chineses ao longo da regata, desafiou as expectativas para garantir o terceiro lugar geral em 2014-2015. Mas para 2017-2018, o objetivo será ganhar, segundo Caudrelier, que saboreou a vitória com o Groupama em 2011-2012.

O objetivo de todos é fazer melhor e com certeza o nosso objetivo não é ficar em segundo lugar“, relatou o skipper francês de 42 anos. “Na última vez, não éramos os favoritos porque tínhamos menos experiência do que os outros e fomos uma nova equipe. Desta vez, nós somos uma das primeiras equipes a começar a nos preparar e temos tudo que precisamos“, explicou.

A tripulação internacional misto, que será anunciado no momento certo, incluirá velejadores chineses que participaram da primeira campanha, além de franceses e de outros lugares. O próximo foco para a seleção da tripulação irá incluir uma participação da equipe na Regata Sydney-Hobart em dezembro.

Charles Caudrelier em novembro de 2014, na parada sul-africana da VOR.  Foto Yann Riou/Dongfeng

Charles Caudrelier em novembro de 2014, na parada sul-africana da VOR. Foto Yann Riou/Dongfeng

Uma grande mudança é que Dongfeng deverá incluir pelo menos um membro da tripulação feminina, seguindo as mudanças de regras realizadas pelos organizadores da VOR, para incentivar a participação de mulheres velejadoras. “Do meu ponto de vista, estou feliz com isso, porque ele vai te dar a chance de competir com algumas dos melhores velejadoras do sexo feminino no mundo na Volvo Ocean Race“, disse Caudrelier.

Este segundo projeto de competição da equipe Dongfeng segue a equipe Sanya (2011-2012) e Green Dragon (2008-2009) como quarta participação chinesa da Volvo Ocean Race. Vale destacar que a Green Dragon foi uma participação conjunta com a Irlanda.

Os sete One Design 65s que disputaram a última edição estão passando por um processo de reajuste rigoroso, nas instalações do estaleiro naval da regata em Lisboa (Portugal) e um oitavo barco idêntico também está sendo construído pelo estaleiro Persico Marinha em Bergamo (Itália). A próxima edição contará com duas paradas do sudeste Asiático: Hong Kong e Guangzhou. Esta será também a quarta vez que a regata terá parada na China.

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!