Maresia Paulista de Surf Profissional: surfistas de 10 estados invadem o Guarujá

Jean da Silva prestigia evento do patrocinador em Guarujá. Foto William Zimmerman

Jean da Silva prestigia evento do patrocinador em Guarujá. Foto William Zimmerman

O Maresia Paulista de Surf Profissional terá uma verdadeira “invasão” de surfistas de outros estados na etapa de abertura do circuito, nestes sábado e domingo (7 e 8), na Praia de Pitangueiras, em Guarujá. Os atletas competem atraídos pela premiação de R$ 30 mil e também pela tradição. Afinal, são 33 anos consecutivos de disputas de alto nível.

Dos 108 surfistas inscritos, 34 representam outros 10 estados, além de São Paulo. Destaque para Santa Catarina e Ceará, cada um com sete competidores. Nomes conhecidos estão na lista, incluindo quatro ex-WCT, Leo Neves, Raoni Monteiro, Paulo Moura e Jihad Kohdr, que fez uma das finais no ano passado. Outros surfistas conhecidos que marcam presença na disputa paulista são Jean da Silva, Dunga Neto, Messias Félix e Ian Gouveia.

Raoni Monteiro. Foto Munir El Hage

Raoni Monteiro. Foto Munir El Hage

Muitos deles, como Raoni e Jean, são velhos conhecidos das competições em São Paulo, desde os tempos de iniciantes. Nos 32 anos de Circuito, apenas três atletas de outros estados levaram o caneco: o potiguar Joca Júnior, em 1996, o carioca Simão Romão, em 2004, e mais recentemente, o baiano Bruno Galini, em 2013.

Apesar de se dedicar ao World Qualifying Series, Jean da Silva chega firme na etapa inicial, para prestigiar o seu patrocinador, Maresia. “Meu foco é competir e viajar para surfar ondas perfeitas. Vou aproveitar essa folga para competir no Maresia Paulista, que é um circuito muito bom. Será um ótimo treino”, diz o surfista de 31 anos, que já venceu nas ondas de Pitangueiras, ainda como amador.

Dunga Neto. Foto Munir El Hage.

Dunga Neto. Foto Munir El Hage.

Aos 42 anos, Dunga Neto é um dos veteranos do Tour, mas segue muito bem e explica o “segredo” para se manter bem entre meninos com menos da metade de sua idade. “Sempre me preparei bastante. Quem me conhece sabe quando essa afirmação é verdade. Sempre tive uma vida muito regrada, sendo um atleta profissional no real sentido da palavra e, atualmente, para acompanhar a evolução dos mais novos, fiz uma reciclagem, digamos assim, dos meus treinos”, revela.

Ele explica que treina manobras modernos, com o surfe de pressão, junto com o treinamento com propriocepção. “Isso tudo faz com que me sinta tranquilo e à vontade em continuar competindo. Pois mesmo tendo outras missões em meu dia a dia, ainda treinado bastante e isso ajuda a me motivar”, destaca o atual presidente da Associação Brasileira de Surf Profissional – Abrasp.

O vencedor da etapa levará para a casa R$ 8 mil e um relógio Casio G-Shock. Outra atração é a Overboard Expression Session, com R$ 1 mil ao autor da manobra mais radical. O público que acompanhar as disputas concorrerá a duas pranchas New Advance, uma na praia, e outra pela transmissão ao vivo pela internet, no site www.maresia.com.br. As disputas começam sábado, às 8h.

Paulo Moura. Foto Munir El Hage

Paulo Moura. Foto Munir El Hage

O Maresia Paulista de Surf Profissional 2016 tem os patrocínios da rede de lojas Overboard, Casio G-Shock, K Energy Drink e pranchas New Advance. Apoio da BeeNoculus. A realização é da Federação Paulista de Surf, com apoios do Governo do Estado de São Paulo/Secretaria da Juventude Esporte e Lazer, prefeituras de Guarujá, São Sebastião e Ubatuba, associações de Surf de Guarujá e de São Sebastião e Ubatuba de Surf, com divulgação da Revista Fluir e Waves.

Por Fábio Maradei – FMA Notícias

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!