Farol de Santa Marta pode entrar no calendário do WSL Big Wave Tour

Lapo Coutinho venceu o Mormaii Desafio de Ondas Grandes. Foto James Thisted

Lapo Coutinho venceu o Mormaii Desafio de Ondas Grandes. Foto James Thisted

Na última semana, a World Surf League (WSL) anunciou a implementação de um circuito de divisão de acesso ao Big Wave Tour, o circuito mundial de ondas grandes. E neste final de semana, o único top brasileiro do circuito, Carlos Burle, esteve em Santa Catarina para participar de uma ação de seu patrocinador e revelou que estar tratando da entrada do Brasil neste circuito.

A revelação foi feita ao jornalista do Diário Catarinense, Erich Casagrande, que conversou com Burle ainda no aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, antes do surfista seguir para Garopaba. A ideia é fazer do Desafio Mormaii de Ondas Grandes uma das etapas. Realizado apenas um única vez, na remada, em setembro de 2015, com vitória do baiano Lapo Coutinho, o evento ganharia novos patrocinadores e maior estrutura.

Nós todos sabemos que o Brasil não tem as ondas grandes ou gigantes que gostaríamos. Mas é importante deixar mais claro ainda que o brasileiro surfa ondas grandes no mundo inteiro e cada vez mais brasileiros tem buscado esse tipo de surfe. Deixar o Brasil de fora só porque não tempos as ondas como Circuito Mundial trabalha, não entendo que seja justo. Pensamos dessa forma e os diretores da WSL também — explicou o big rider.

Segundo Burle, Saquarema e Itacoatiara também teriam condições de ter um evento de ondas grandes, mas a Praia do Cardoso, no Farol de Santa Marta sai na frente graças ao trabalho de Associação de Tow-In de Jaguaruna, liderada por Thiago Jacaré. Dale Jaca!

Confira a entrevista completa AQUI.

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!