Escola de Vela Minuano retoma atividades com recorde de participação no aulão

Garotada atenta ao aulão da Escola de Vela Minuano. Foto Ricardo Pedebós

Garotada atenta ao aulão da Escola de Vela Minuano. Foto Ricardo Pedebós

A Escola de Vela Minuano (EVM) do Veleiros do Sul retomou suas atividades com a aula inaugural que marcou o início do semestre no último sábado, 6 de março, em Porto Alegre (RS). O evento já se tornou conhecido não só por recepcionar os alunos, mas também por receber quem quer conhecer o esporte a vela. Com caráter descontraído, o Aulão serve de interação entre as crianças que já velejam e aqueles que pela primeira vez experimentam a sensação de navegar num barco a vela.

O Aulão foi ministrado pelo professor Mauro Ferreira que explicou aos país e crianças sobre a pedagogia do ensino da vela adotada pela escola, pioneiro no Brasil, de identificação de cores dos níveis das flotilhas. Ele apresentou o time de experientes instrutores formado por Caroline Boening, Marcelino Rodrigues, Samuel Konig, Tiago Abreu, Laís Gliesch e Ricardo Titoff.

O diretor da EVM Eduardo Scheidegger Júnior falou sobre a contribuição do esporte da vela no desenvolvimento físico e mental das crianças e ainda de como poderá servir de orientação para a vida delas. O dirigente salientou que a escola tem um padrão de segurança e a forma de velejar pode ser destinada tanto para a competição como lazer, dependendo do interesse da criança.

O diretor também fez uma explanação sobre os convênios que o clube mantém com a Confederação Brasileira de Clubes e Ministério do Esporte para os seus projetos de formação de atletas que possibilitaram a aquisição de barcos novos completos em várias classes. E destacou os campeões da Optimist oriundos da escola. “Estamos entre as melhores escolas do país, não só pela qualidade dos equipamentos oferecidos aos alunos, mas também pelo valor do corpo de professores”, lembrou Dudi.

Recorde de participação no aulão da EVM. Foto Ricardo Pedebós

Recorde de participação no aulão da EVM. Foto Ricardo Pedebós

Os participantes nesta edição superaram o número (45) do ano passado. Entre sábado e domingo foram 90 crianças que velejaram na classe Optimist. Outra novidade desse ano, a Turma Jovem no “Aulão”, com foco nos adolescentes, teve a participação de 15 alunos. Os professores da EVM fizeram uma preleção de como seria a aula e depois seguiram para água com os alunos. A turma foi dividida em duplas, formadas por quem já sabia velejar e quem iria experimentar, nos barcos da classe Optimist. A Turma Jovem velejou em barcos das classes 420 e Laser.

O fim de semana de sol contribuiu para os participantes velejarem tranquilamente no Guaíba. Devido a intensidade do vento, que se mostrou um pouco forte para as crianças que velejavam pela primeira vez, a equipe montou uma raia dentro da marina do clube, abrigada das ondas.

CANOA HAVAIANA

Para os adultos, a novidade serão as novas aulas de Canoa Havaiana, oferecidas pela Escola de Vela Minuano. Nos dias 13 e 20 de março a escola apresenta o Projeto Va’a, novo curso de Canoa Havaiana que será ministrada das 10h às 13h com o instrutor Paulo Gatti.

Depois da onda do Stand Up Paddle, a Canoa Havaiana surge como uma nova proposta para remadores e amantes dos esportes náuticos, com um diferencial: o trabalho em equipe e o espírito de grupo é o mais marcante na modalidade que também é uma grande opção de treino físico no Guaíba. A canoa utilizada pelo do instrutor Paulo Gatti é o modelo OC6 ou Canoa Polinésia de 06 lugares. Va’a é o nome original dado ao esporte.

A ESCOLA DE VELA MINUANO

Fundada em julho de 1975 e funcionando ininterruptamente desde então, a Escola de Vela Minuano do Veleiros do Sul é especializada no ensino da vela e responsável pela formação de gerações de velejadores em Porto Alegre. Nela, as crianças aprendem as primeiras noções de vela, mas também são estimuladas ao convívio social e ao contato com a natureza.

Embora o ingresso na vela de competição não seja obrigatório, as crianças podem ingressar na Flotilha Minuano da classe Optimist após concluirem a iniciação. A Escola de Vela Minuano também oferece iniciação e aprimoramento na vela para jovens e adultos, além cursos preparatórios para as habilitações da Marinha do Brasil como Arrais e Capitão Amador.

Com informações de Ane Meira Mancio – assessoria de imprensa do Veleiros do Sul

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!