CBVela fica satisfeita com o desempenho da equipe brasileira no Aquece Rio 2015

Marco Aurélio e Torben Grael em coletiva no último sábado. Foto Divulgação/CBVela

Marco Aurélio e Torben Grael em coletiva no último sábado. Foto Divulgação/CBVela

Faltando menos de um ano dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a Confederação Brasileira de Vela (CBVela) fez um balanço positivo da participação do Brasil no evento-teste da modalidade para a Olimpíada. No último sábado (dia 22), o presidente Marco Aurélio de Sá Ribeiro e o coordenador técnico Torben Grael aprovaram o desempenho da delegação. A equipe brasileira de vela conquistou uma medalha de ouro, com Martine Grael e Kahena Kunze, na classe 49erFX e participou de cinco regatas de medalha (Medal Race), mas apenas com chance de conquista em duas classes (49erFx e Laser).

O evento, enquanto teste para a Olimpíada, foi um sucesso. Todos os chefes de delegação com quem eu falei foram unânimes em parabenizar o Brasil pelo evento. Com relação à equipe, continuamos nosso processo de preparação. Quero agradecer aos atletas e técnicos pela dedicação, o Torben pela liderança e o Comitê Olímpico do Brasil pelo apoio na preparação da equipe“, disse Marco Aurélio.

Martine e Kahena levaram o único ouro para o Brasil no Aquece Rio. Foto Pedro Martinez/Sailing Energy

Martine e Kahena levaram o único ouro para o Brasil no Aquece Rio. Foto Pedro Martinez/Sailing Energy

De acordo com Torben Grael, o desempenho da Equipe Brasileira de Vela ficou dentro das previsões da CBVela e do COB. Foi mantido um nível semelhante ao do evento-teste do ano passado, com uma medalha de ouro. “Esta medalha é um resultado representativo. Fazer cinco regatas da medalha em dez classes é um bom resultado e fica dentro do que almejamos. Queremos chegar nos Jogos Olímpicos com o maior número de classes em condição de disputar medalha“, afirmou o coordenador técnico.

Torben lembrou que Robert Scheidt ficou a dois pontos da zona da medalha e a poucos pontos da liderança na classe Laser. O coordenador também ressaltou a boa surpresa com Fernanda Decnop, que entrou na regata da medalha da Laser Radial.

Confira a classificação dos brasileiros:

RS:X masculina (após a regata da medalha):
1º – Aichen Wang (CHN): 23 pontos perdidos
2º – Byron Kokkalanis (GRE): 42 pontos perdidos
3º – Pierre Le Coq (FRA): 46 pontos perdidos
7º – Ricardo Winicki (BRA): 72 pontos perdidos

RS:X feminina (após a regata da medalha):
1ª – Charline Picon (FRA): 39 pontos perdidos
2ª – Malgorzata Bialecka (POL): 47 pontos perdidos
3ª – Blanca Manchon (ESP): 51 pontos perdidos
11ª – Patricia Freitas (BRA): 62 pontos perdidos

49erFX (após a regata da medalha):
1ª – Martine Grael e Kahena kunze (BRA): 52 pontos perdidos
2ª – Giulia Conti e Francesca Clapcich (ITA): 55 pontos perdidos
3ª – Lisa Ericson e Hanna Klinga (SUE): 60 pontos perdidos

49er (após a regata da medalha):
1º – Peter Burling e Blair Tuke (NZL): 29 pontos perdidos
2º – Nico Delle-Karth e Nikolaus Resch (AUT): 40 pontos perdidos
3º – Erik Heil e Thomas Ploessel (ALE): 60 pontos perdidos
13º – Marco Grael e Gabriel Borges (BRA): 103 pontos perdidos

Laser (após a regata da medalha):
1º – Francesco Marrai (ITA): 64 pontos perdidos
2º – Jean Baptiste Bernaz (FRA): 70 pontos perdidos
3º – Tom Burton (AUS): 72 pontos perdidos
4º – Robert Scheidt (BRA): 74 pontos perdidos

Laser Radial (após a regata da medalha):
1ª – Gintare Scheidt (LIT): 51 pontos perdidos
2ª – Evi Van Acker (BEL): 57 pontos perdidos
3ª – Marit Bouwmeester (HOL): 69 pontos perdidos
9ª – Fernanda Decnop (BRA): 96 pontos perdidos

Nacra 17 (após a regata da medalha):
1º – Jason Waterhouse e Lisa Darmanin (AUS): 47 pontos perdidos
2º – Billy Besson e Marie Riou (FRA): 52 pontos perdidos
3º – Mandy Mulder e Coen de Koning (HOL): 60 pontos perdidos
15º – Samuel Albrecht e Isabel Swan (BRA): 125 pontos perdidos

470 feminina (após a regata da medalha):
1ª – Anne Haeger e Briana Provancha (EUA): 36 pontos perdidos
2ª – Hannah Mills e Saskia Clark (GBR): 43 pontos perdidos
3ª – Jo Aleh e Polly Powrie (NZL): 46 pontos perdidos
12ª – Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan (BRA): 85 pontos perdidos

470 masculina (após a regata da medalha):
1º – Mathew Belcher e William Ryan (AUS): 45 pontos perdidos
2º – Sofian Bouvet e Jeremie Mion (FRA): 47 pontos perdidos
3º – Sime Fantela e Igor Marenic (CRO): 52 pontos perdidos
17º – Henrique Haddad e Bruno Bethlem (BRA): 109 pontos perdidos

Resultados completos: http://www.sailing.org/olympics/rio2016/results/index.php

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!