Team Alvimedica conquista última etapa da Volvo Ocean Race em Gotemburgo

Team Alvimedica manteve a liderança até o final. Foto Ricardo Pinto/Volvo Ocean Race.

Team Alvimedica manteve a liderança até o final. Foto Ricardo Pinto/Volvo Ocean Race.

O Team Alvimedica confirmou o favoritismo, venceu a última etapa da Volvo Ocean Race e conquistou um resultado inédito em Gotemburgo, na Suécia. Nesta segunda-feira (22), o barco de bandeira turca e americana cruzou a linha de chegada com uma vantagem de 23 minutos sobre Team Brunel (Holanda), segundo colocado. O MAPFRE (Espanha) e o Dongfeng Race Team (China) cruzaram a linha minutos depois

O Team Alvimedica cumpriu o último percurso da regata de Volta ao Mundo em 4 dias e 9 horas. Muita festa para o time mais jovem da competição – média de idade de 32,5 anos. “Claro que estamos muito felizes por essa vitória. Foi um ótimo resultado, pois conseguimos segurar a liderança obtida antes do pit-stop de Haia“, disse o norte-americano Charles Enright, comandante do Team Alvimedica. “Vamos aproveitar o momento e depois pensar na última regata in-port“, completou.

Foto Ricardo Pinto/Volvo Ocean Race

Foto Ricardo Pinto/Volvo Ocean Race

Os últimos a fechar a nona etapa foram Abu Dhabi Ocean Racing (Emirados Árabes Unidos), Team Vestas Wind (Dinamarca) e Team SCA (Suécia). A diferença do primeiro ao sétimo não superou duas horas.

Todas as equipes, com exceção do Team Vestas Wind (Dinamarca), que perdeu mais da metade das etapas por um incidente no Oceano Índico, ganharam pelo menos uma perna na edição 2014-15 da regata. O resultado mostra que os modelos Volvo Ocean 65 – barcos rigorosamente iguais – deram certo.

MAPFRE disputa o quarto lugar na regata in-port. Foto Ricardo Pinto

MAPFRE disputa o quarto lugar na regata in-port. Foto Ricardo Pinto

A equipe do Alvimedica terá mais um desafio. Disputar um desempate na in-port race do próximo sábado (27) contra o MAPFRE, do brasileiro André ‘Bochecha’ Fonseca. Ambos somam 34 pontos perdidos e a regata local de Gotemburgo vai definir quem fica em quarto e em quinto lugares. “Foi uma regata bastante difícil e a parada em Haia praticamente definiu a etapa. O Alvimedica foi melhor, méritos pra eles! Cometemos alguns erros que nos tiraram a vitória“, disse André Fonseca do MAPFRE. “Agora resta a disputa pelo quarto lugar. Vamos fazer a nossa regata sem importar com um match race contra o Alvimedica“.

Mais informações, fotos e vídeos acesse www.volvooceanrace.com .

Com informações da Assessoria de Imprensa da Volvo Ocean Race

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!