Tribunal penaliza três equipes e Team Brunel assume vice-liderança da Volvo Ocean Race

O júri internacional durante os depoimentos das três equipes. Foto Carmen Hidalgo/Volvo Ocean Race

O júri internacional durante os depoimentos das três equipes. Foto Carmen Hidalgo/Volvo Ocean Race

Especialistas nomeados pela Federação Internacional de Vela (ISAF) decidiram nesta quarta-feira (3), penalizar três barcos por infrações ocorridas durante a sétima etapa da Volvo Ocean Race, entre Newport e Lisboa. Team SCA, MAPFRE e Dongfeng Race Team perderam pontos e o Team Brunel passou a ocupar a vice-liderança com 22 pontos perdidos

É o mesmo número do Dongfeng Race Team, mas os chineses perdem nos critérios de desempate. O MAPFRE, do brasileiro André ‘Bochecha’ Fonseca, perdeu um ponto e a quarta colocação para o Team Alvimedica. Ambos têm 27 pontos perdidos. O Team SCA foi penalizado com dois pontos e está em sexto no geral com 43. “Não tivemos vantagens esportivas com isso. Foi um engano da nossa parte“, disse Sam Davies, do Team SCA.

Foto Carmen Hidalgo/Volvo Ocean Race

Foto Carmen Hidalgo/Volvo Ocean Race

O novo comandante do MAPFRE, Xabi Fernandez, lamentou a decisão. “Perder um ponto na atual fase é ruim. Foram muitas horas de sacrifício, trabalho, esforço e riscos. Nós acreditamos que poderia ter outras sanções, como tempo em vez de pontos, para compensar o erro, não alterando a classificação geral“.

As três equipes reconheceram terem cometido as infrações, mas todos disseram que houve uma “confusão” sobre o sistema de separação do tráfego (TSS). Agora, as equipes precisam se preparar para a oitava etapa, que começa neste domingo (7). Os barcos deixam Lisboa com destino à cidade francesa de Lorient para um percurso de 647 milhas náuticas.

Classificação atual após sete etapas:
Abu Dhabi Ocean Racing 16 pontos
Team Brunel 22 pp
Dongfeng Race Team 22 pp
Team Alvimedica 27
MAPFRE 27
Team SCA 43
Team Vestas Wind 52

Olá, você está curtindo o blog? Deixe o seu comentário!